segunda-feira, 8 de outubro de 2012



O sonho de muito entusiasta está prestes a se realizar. É quase certo que motos da Ducati já estão recebendo uma etiqueta “Feita no Brasil”.

 Depois de um “tour” de diretores da Ducati visitando as instalações de potenciais parceiros em Manaus alguns meses atrás (eles estiveram na Dafra, Sundown, Iros e Garinni), fontes confiáveis indicam que, assim como a BMW e MV Agusta, a marca italiana já definiu que montará suas motos em parceria com a Dafra, na Zona Franca da capital amazonense.

 Três motos da marca italiana — ainda não sabemos quais eram os modelos — foram vistas nas instalações da marca brasileira. Seriam os primeiros protótipos montados por lá? O trabalho conjunto entre os italianos da Ducati e brasileiros da Dafra já está bem avançado, e faltam definir alguns detalhes para anunciar oficialmente a parceHoje, os direitos de comercialização da Ducati no Brasil pertecem ao Grupo Izzo, que possui 8 concessionárias e oferece a linha completa da marca (Monster, Multistrada, Streetfighter, Hypermotard, Superbike e Diavel). Não se sabe ao certo quando o contrato entre as partes termina, entretanto, informações também confiáveis indicam que o acordo terminaria em cerca de dois anos e não seria renovado. Assim, a Ducati assumiria oficialmente sua operação no Brasil, mais ou menos como aconteceu recentemente com a Harley-Davidson.


Que a Ducati buscava um parceiro em Manaus não é novidade.

Em junho de 2010, a superintendente da Zona Franca de Manaus, Flávia Grosso, assinou um protocolo de intenções com o governo italiano que abriu o caminho para maiores investimentos do setor de motos na capital do Amazonas. Na ocasião da assinatura, um dos integrantes da comitiva italiana era Masimo Casini, representante da Associação Italiana de Ciclo, Motociclo e Acessórios (ANCMA), que disse: “Estamos em fase avançada de negociações para que a Ducati possa se instalar em Manaus”. Em maior deste ano, em visita ao Brasil, o CEO da Ducati Gabriele Del Torchio, também confirmou que a marca montará suas motos na capital do Amazonas.

Vamos aguardar. É uma excelente notícia saber que, em pouco tempo, teremos por aqui as fantásticas máquinas italianas a um preço ainda mais competitivo. A expectativa é grande!

 Fonte : Best riders

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Dafra 2011

Uma grande marca se faz pelo reconhecimento publico nacional e internacional, a Dafra vem surpreendendo, depois das montadoras chinesa Haojue com a Riva 150, a indiana TVS com a Apache e com a taiwanesa SYM para produção da Next 250.Prepara para o lançamento da Roadwin 250R em parceria com a Daelin.

E em relação as motos premium realizou a montagem das primeiras unidades em CKD das MV Agusta (marca italiana de motocicletas dos irmãos Castiglione) modelos Brutale e F4 na fábrica em Manaus, depois de montar as BMWs o que atesta a qualidade da montagem da Dafra.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Dafra pretende produzir a Daelim Roadwin 250R !!!


nuevo-daelim-roadwin-250r-fi-12748890163


DAFRA-~1

A Dafra surpreendeu no seu lançamento com uma massiva campanha de marketing, muito acima da média de suas concorrentes, o que lhe garantiu um crescimento, chegando a ocupar o terceiro lugar de vendas no país, entretanto, até o momento só dispõe de motos de baixa cilindradas. Chegou a trazer as custons Horizon e a Kansas 250 cc mas em número bastante reduzido.

daelim_roadwin

Agora ela pretende surpreender novamente trazendo para o mercado nacional a Roadwin 250R produzida pela sul-coreana Daelim, que já trouxe suas motos nos início de 2000.

daelim_roadwin_02

A Roadwin já foi apresentada no salão de 2009 pela Sundown como aposta para o ano de 2010, o que acabou não se concretizando. A Dafra promete acirrar ainda mais o disputado mercado das médias nacionais que terá concorrentes como a Honda CBR300, a Kawasaki Ninja 250 e a Yamaha Fazer 250.

DaelimVJF250_1

Seu estilo agressivo e faróis assimétricos impressionam e agradam. Agora é esperar para vê-las por aqui. Na Austrália a Roadwin é chamada de VJF, para conhecer antecipadamente essa moto acessem o site.

vjf250_img1

Apostando em motos de maior cilindrada, a Dafra fixa seu nome como uma das grandes do mercado.Porém na minha opinião ainda peca em não oferecer uma Trail, quem sabe aparece até o final do ano ...

vjf250_img2


quinta-feira, 28 de abril de 2011

Ganhe sua Dafra Apache

Eu e minha Apache
A Dafra está lançando um concurso cultural que vai premiar com uma moto Apache, eleita a moto street de 2010 pela Revista Duas Rodas, o vencedor de cada uma das 03 categorias, quem tem uma Apache, quem tem uma Dafra ou quem quer ter uma.
Você tem até 30 de maio pra se cadastrar no site, mandar sua história ou frase e pedir a ajuda de seus amigos para acumular KM e concorrer a esse prêmio. Então não perca tempo. Quanto antes você começar melhor.
Acesse o site e participe.

segunda-feira, 28 de março de 2011

DAFRA nomeia Francisco Stefanelli como vice-presidente

A partir do próximo dia 1º de abril, o executivo Francisco Stefanelli assume o cargo de vice-presidente da DAFRA Motos.

Formado em Comércio Exterior e pós-graduado em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas, Stefanelli atuou por mais de três décadas em diversas funções na General Motors. Nos últimos anos foi diretor geral de vendas da GM do Brasil e, posteriormente, presidente da GM da Venezuela. “Meu foco de atuação esteve centrado na América do Sul, no fortalecimento da presença da companhia que representava, desenvolvendo pessoal interno, rede de concessionárias, relacionamento com entidades governamentais e participando de forma ativa dos planos de gestão da corporação na região”, conta Stefanelli.

De acordo com o executivo, o objetivo ao assumir a vice-presidência da DAFRA é continuar o processo de expansão dos negócios da companhia no mercado nacional de motocicletas, desenvolvendo maior competitividade e consolidando a posição de uma marca diferenciada no segmento. “Espero contribuir para que a DAFRA continue nessa curva ascendente no segmento de motos em nosso País, afinal de contas, ela é a maior empresa de capital 100% brasileiro em atuação no Brasil, fato relevante e que deve sempre ser lembrado”, diz Stefanelli.

“O ano de 2011 será marcado pelo retorno do crescimento do mercado de motocicletas, que superará o recorde histórico de 2008. É o contexto ideal para o crescimento da marca. A experiência de Stefanelli nos permitirá dar passos mais largos, de modo seguro e sustentável. É uma grande aquisição para a empresa”, afirma Creso Franco, presidente da DAFRA Motos.

Fonte: Texto e Imagem: Assessoria de Imprensa

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Premiações ABIAUTO e Moto do Ano


A noite deste Domingo (24) em São Paulo foi marcada pela solenidade de entrega do 12° Prêmio Imprensa Automotiva, entregue pela ABIAUTO (Associação Brasileira da Imprensa Automotiva).
Entre os convidados, muitos ilustres, incluindo Miguel Jorge, Ministro da Indústria e do Comércio, além dos dirigentes das principais indústrias e montadoras automobilísticas e moto ciclística nacionais.
Os grandes vencedores, na categoria motos apontados por 14 jornalistas especializados que formavam o júri foram:

Na categoria Urbana/Street o Maxi Scooter Dafra Citycom 300 foi o vencedor, deixando para trás Honda CB 300 R e Yamaha XJ6 N também finalistas.

Nas categorias de Motos, Estradeira e Esportiva a BMW venceu as duas com as motos 1200 GS e S1000 RR respectivamente. Houve também premiação na categoria Carros.

Na quarta-feira anterior (20), a revista Duas Rodas também já havia promovido seu tradicional Moto do Ano, que desde 1998, premia as melhores motos por cada categoria. Esse ano a maior surpresa foram duas motos Dafra entre as premiadas.

As 10 motos premiadas

BMW S 1000 RR – Moto do Ano 2010 e Moto do Ano 2010 categoria Sport

BMW R 1200 RT – Moto do Ano 2010 categoria Sport-Touring

Kawasaki Z1000 – Moto do Ano 2010 categoria Naked

Suzuki Boulevard M1500 – Moto do Ano 2010 categoria Custom

BMW R 1200 GS – Moto do Ano 2010 categoria Big Trail

Honda XRE 300 ABS – Moto do Ano 2010 categoria Trail

Honda CB 300R ABS – Moto do Ano 2010 categoria Street até 500 cc

Dafra Apache RTR 150 – Moto do Ano 2010 categoria Street até 150 cc

Dafra Smart 125 – Moto do Ano 2010 categoria Scooter

Yamaha Crypton 115 – Moto do Ano 2010 categoria Motoneta

terça-feira, 12 de outubro de 2010

A FBM acompanha o sucesso da Dafra

Apesar de não participar do Salão de Motos desse ano a Dafra continua crescendo e se consolidando como a terceira do mercado brasileiro, algo que não acontecia desde os anos 80 quando Agrale e Motovespa chegaram a se posicionar como a segunda do mercado.

No acumulado do ano até a primeira semana de outubro as três motos da Dafra fizeram bonito e estão bem posicionadas no ranking. A Speed está na 13a posição com 13.152 unidades vendidas, a Apache lançada em Março está na 17 a posição com 6.950 motos vendidas e a bela custom Kansas está na 20 a posição com 5.610.

Se considerarmos apenas setembro a Apache está na 14 a posição e já aparece entre as dez primeiras em mercados importantes como Rio de Janeiro, Bahia, Amazonas, Sergipe e Roraima.

A Apache é fruto de uma parceria com a TVS, empresa indiana que está entre as mais importantes do mundo produzindo motos de bom acabamento, belo design, desempenho honesto e relação custo – benefício imbatível. Em Julho a TVS exportou 17.163 motos e na América Latina também para Colômbia, Uruguai...

Veja abaixo os principais mercados da Dafra em setembro de 2010. Esses números você só encontra aqui.

Estado Apache Kansas Speed Total
1 São Paulo 224 121 218 563
2 Minas Gerais 160 85 111 356
3 Ceará 56 34 134 224
4 Bahia 88 30 83 201
5 Rio de Janeiro 107 50 40 197
6 Rio Grande do Sul 70 44 67 181
7 Goiás 67 46 46 159
8 Paraná 67 36 50 153
9 Santa Catarina 64 18 41 123
10 Amazonas 82 9 12 103
11 Alagoas 30 8 64 102
12 Pernambuco 24 14 37 75
13 Maranhão 38 14 16 68
14 Pará 36 12 13 61
15 Mato Grosso 23 8 19 50
16 Sergipe 23 8 19 50
17 Piauí 20 7 23 50
18 Paraíba 10 2 34 46
19 Rondônia 31 4 10 45
20 Distrito Federal 20 9 9 38
21 Rio Grande do Norte 11 10 16 37
22 Roraima 15 3 9 27
23 Espírito Santo 11 2 12 25
24 Mato Grosso do Sul 8 6 11 25
25 Tocantins 8 2 3 13
26 Acre 8 0 1 9
27 Amapá 5 0 3 8
1306 582 1101 2989

Fonte: Fenabrave